Quando Deus e o demônio falam conosco, como não ser enganado pelo mentiroso?

Quando Deus e o demônio falam conosco, como não ser enganado pelo mentiroso?

Jesus Cristo nos dá liberdadeHá vários anos atrás, quando eu era novato no ofício de ler a Bíblia me aconteceu algo apavorante.

Eu lia a Bíblia com certa regularidade, tentando aplicar o que aprendia ali na minha vida e tentava ficar atento para que Jesus me abrisse as portas do conhecimento.

Era madrugada e eu dormia quando de repente senti que algo me acordava.  Foi impossível continuar dormindo porque uma voz me mandou levantar.

Entendi que era Deus.

A voz me mandou ler Gênesis, a criação do mundo.  E lendo a Bíblia uma força foi me revelando quem eu era e de onde eu vinha. Fiquei nervoso pois não é fácil encarar a própria realidade. Descobrir sobre si mesmo é ato de coragem e às vezes decepção.  Infelizmente sempre pensamos que somos melhores do que realmente somos, mas a verdade está do lado de Cristo e de Deus.

O resto do dia transcorreu normalmente e quase sem querer, na minha leitura diária, li “Atos dos Apóstolos”.  E acreditei que aquele conteúdo fosse apenas parte da minha rotina e nem dei tanta importância.  Fui dormir tranquilo e até tinha esquecido da noite anterior.

Contudo naquela madrugada fui acordado novamente. A mesma força incrível que havia me tirado da cama estava agindo sobre mim.  Compreendi que precisava levantar pois era Deus.

Desta vez a voz me mandou fazer algo diferente.  Ela me mandou tomar um banho.

Eu sinceramente não entendi, mas minha fé era agressiva, como hoje, e eu fiz o que me mandaram.

Quando terminei o tal banho ouvi a voz em alto e bom som:

Circuncisão”.

Fiquei assustado.  E me perguntei: “Como é que é? Quer que eu com as mãos nuas me corte e sangre?  Mas assim eu vou morrer”.

Jamais me ocorreu duvidar de Deus, mas comecei a pensar que poderia haver algo de errado.

Neste momento comecei a raciocinar e lembrei do que eu havia lido em “Ato dos Apóstolos 15”. A passagem dizia uma conversa entre Pedro e Paulo sobre a não obrigatoriedade aos gentios de serem circuncidados, a exemplo do que fazem os judeus.  Também estava escrito: “Portanto, julgo que não devemos pôr dificuldades aos gentios que estão se convertendo a Deus”. Atos 15:19. O texto dizia claramente que a Lei de Moisés havia morrido pois Cristo veio para dar liberdade.

Entendi que o demônio quase havia me enganado.  A voz continuou, mas eu resisti.  Somente com o dia claro, acordado e lúcido, lendo as passagens tive a certeza de que quase fui vítima do maligno.

Deus me salvou.

Outra vez.

Amém.

Related Posts

3 comments

  • Gandalf

    Gandalf

    Responder

    Aconteceu algo semelhante comigo, resumindo, chamei Jesus, uns anjos e pronto, a coisa foi embora.

  • Julio

    Cuidado!

    Não exagere na leitura da bíblia, se não você ficara louco e poderá até se matar! Ela, e as palavras la contidas, não as leve a sério 100% porque foi escrita por homens! Pesquise com seriedade, mas de um tempo pra você mesmo, medite de vagar, com tempo, leve anos para discernir o que leu no passado. Quase me suicidei no passado por esse papel escrito! Tenho medo disso, chamado religiosidade, e nos estamos falando de cristãos, você já imaginou se fosse outra religião, como espiritismo, induísmo, e outros “ismos”, ai sim estaríamos mesmo perdidos. Ora mesmo sendo o cristianismo temos que tomar cuidado! Até as palavras de Cristo eu ponho agora sobre o crivo da razão, que muitas não tem sentido para os dias de hoje e para a verdadeira realidade do hoje, do agora, do que nós precisamos no agora, neste momento, e até as coisas que precisaremos para amanhã! Lembrem-se que somos cristãos do século XXI!

Leave your reply

*" value="" aria-required='true' />
*" value="" aria-required='true' />

Posicionamiento web SEO