Como amar quem me maltrata? Amor é decisão, muito mais que simples sentimento

Eis o primeiro mandamento: “amarás o senhor, teu deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o entendimento” e o segundo: “amar o próximo como a ti mesmo” (S. Mateus, cap. XXII, vv. 34 a 40). Jesus Cristo disse que os dois mandamentos são o resumo da vida.

Raciocinando sobre eles percebemos claramente que Deus nos “ordena” amá-lo e ainda ensina “como” quer ser amado: “com toda alma e entendimento”. Ele não quer ser amado “mais ou menos”. Então, se amar é um comando, podemos decidir se queremos ou não cumprir. Se você DECIDE amar Deus, conclui-se que amar é DECISÃO. É algo que você determina para si.

O primeiro mandamento não é “primeiro” por acaso.  “Primeiramente” temos que amar Deus, muito mais do que apenas enquanto estivermos neste corpo físico que logo perecerá! É para amar “com toda a alma”, ou seja, o que desejamos que seja eterno em nós.  Assim, devemos amar Deus para sempre.  Ainda no primeiro mandamento diz-se claramente “amar com todo entendimento”.  Compreende-se que “entendimento” é Jesus Cristo, porque é Ele que nos abre os olhos e nos faz enxergar, nos dando clareza.

Amar não é papo. É prova. São atitudes.  Quando fazemos o que Deus nos ordena provamos (principalmente para nós mesmos) que O amamos.  Bem disse Tiago: “Sejais praticantes da palavra, não apenas ouvintes”. Então “amar” Deus é fazer o que Ele manda!

O segundo mandamento vem como complemento deste: “amar o próximo como a ti mesmo”.  Antes de amar o meu irmão preciso amar a mim.  Preciso me respeitar.  Não ceder o meu corpo ao pecado e à morte. Como posso amar alguém se não me amo? Concluo também que preciso de entendimento para saber amar! E volto para o primeiro mandamento, compreendendo que preciso de Cristo até mesmo para saber ME amar.  Afinal, como vou amar meu irmão, principalmente aquele que me fere, pai, mãe, irmão, amigo? Jesus te ensinará isso também porque Ele é o Rei do entendimento. Deus não mandou você se ferir. Jesus já sofreu em nosso lugar. Deus mandou você “amar com todo o entendimento”, logo, diante da adversidade Ele mesmo vai te ensinar a amar como se deve, principalmente quem te maltrata.

Jesus não pode ser mentiroso. Ele disse: “meu peso é leve e meu jugo é suave” (Mateus 11:28-30), embora também tenha dito: “haverá tribulação”. Deus também nos disse que nos “acrisola pelo fogo”. É óbvio que seremos provados por um período de tempo até que venha a calmaria, que precisa ser ainda nesta vida, não só na futura. Deus não nos colocou nesta vida para sofrer até o dia de sua vinda, mas para ser felizes e divulgar as suas maravilhas pelo mundo.

Esta é a resposta para a dúvida: Como amar quem me maltrata?

Jesus Cristo. Ele mesmo te ensinará. Peça a Ele, estude a sua palavra. Entenda como Ele agiu em cada situação.

Leu este post? Escreva e peça sua oração. Eu orarei por você.

Related Posts

0 comments

Leave your reply

*" value="" aria-required='true' />
*" value="" aria-required='true' />